Discursos motivadores e de liderança

Sempre fui um grande fã de Star Trek desde a série clássica (TOS) até a última série a ir para o ar (Enterprise). Além dos ótimos roteiros e ideias apresentadas uma das grandes atrações são os excelentes diálogos geralmente proferidos pelos capitães.  Neste post vou comentar alguns dos principais diálogos que realmente são muito legais, inspiradores e podem ensinar muito para quem precisa liderar ou mesmo incentivar uma equipe.

1) Risk is our business

O contexto deste pequeno monólogo envolve a tomada de decisão do capitão: arriscar uma incursão ou não considerando os riscos. Independente da situação vale a pena lembrar deste ótimo diálogo para motivar a equipe, justificar manobras arriscadas e unir o grupo em torno de uma causa comum. Destaque para o final onde o capitão pergunta se ele ouve algum voto contra. Nem é preciso dizer que a câmera termina a cena neste exato momento e já pula para os tripulantes embarcando na missão.

2) Measure of a man


Aqui temos outro cenário um pouco diferente: a famosa defesa de um advogado em um tribunal. Apesar de não sérum discurso ou monólogo propriamente dito, a forma com que o capitão colocou seus argumentos e a construção da linha de raciocínio é uma verdadeira aula de argumentação. Destaque para o final, onde a juíza toma a decisão a respeito da liberdade e da possibilidade da busca e exploração de uma pergunta que foi concedida ao androide. Este é o tipo de Ficção científica que faria o sr. Asimov se orgulhar do seu legado.

3) You cannot destroy an idea

http://www.youtube.com/watch?v=8xKo6-xu6dc
Outro monólogo que ilustra como lutar apenas com palavras, ideias e argumentos. Por trás de toda a situação temos a dura realidade representada no preconceito aos escritores de ficção científica do início do século. O ponto negativo está no final onde apesar da explosão emocional o protagonista acaba sendo taxado de louco e nada compreendido. Porém, a parte onde o personagem diz que ficar calmo nunca resolveu nada é um tapa na cara de quem pensa que deixar a coisa rolar sem se esforçar vai mudar alguma coisa.

4) First warp of Janeway
http://www.youtube.com/watch?v=wTHA79DtTY0
Infelizmente a capitã Janeway não segue a linha de grandes discursos motivacionais, apesar da situação na qual este personagem se encaixa (levar para casa a tripulação) requerer uma boa dose de levantamento da moral. Este trecho selecionado mostra um pouco da determinação e da vontade de completar a missão, especialmente recorrendo a qualquer tipo de solução para tais objetivos. Não por acaso, as situações encontradas ao longo da série acabam focando muito em aspectos morais e limitação de diretrizes, princípios e leis para alcançar objetivos.

5) The Threads that Bind Us

Este último diálogo é ótimo, pois ele envolve uma situação onde é preciso pedir desculpas e conseguir ganhar a confiança perdida de parceiros, algo que requer tempo e deve ser conquistado um passo por vez. O destaque vai para a movimentação, expressão corporal e olhar do capitão enquanto ele profere as palavras. O uso da variação do tom de voz e certa dramatização também auxiliam a passagem da mensagem e o convencimento para que a equipe ganhe uma segunda chance.

Sempre fui um grande fã de Star Trek desde a série clássica (TOS) até a última série a ir para o ar (Enterprise). Além dos ótimos roteiros e ideias apresentadas uma das grandes atrações são os excelentes diálogos geralmente proferidos pelos capitães. Neste post vou comentar alguns dos principais diálogos que realmente são muito legais, inspiradores e podem ensinar muito para quem precisa liderar ou mesmo incentivar uma equipe.

1) Risk is our business

http://www.youtube.com/watch?v=4ErkeFA-QWk

O contexto deste pequeno monólogo envolve a domada de decisão do capitão: arriscar uma incursão ou não considerando os riscos. Independente da situação vale a pena lembrar deste ótimo diálogo para motivar a equipe, justificar manobras arriscadas e unir o grupo em torno de uma causa comum. Destaque para o final onde o capitão pergunta se ele ouve algum voto contra. Nem é preciso dizer que a câmera termina a cena neste exato momento e já pula para os tripulantes embarcando na missão.

2) Measure of a Man

http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=3PMlDidyG_I&feature=endscreen

Aqui temos outro cenário um pouco diferente: a famosa defesa de um advogado em um tribunal. Apesar de não sérum discurso ou monólogo propriamente dito, a forma com que o capitão colocou seus argumentos e a construção da linha de raciocínio é uma verdadeira aula de argumentação. Destaque para o final, onde a juíza toma a decisão a respeito da liberdade e da possibilidade da busca e exploração de uma pergunta que foi concedida ao androide. Este é o tipo de Ficção científica que faria o sr. Asimov se orgulhar do seu legado.

3) You cannot destroy an idea

www.youtube.com/watch?v=8xKo6-xu6dc

Outro monólogo que ilustra como lutar apenas com palavras, ideias e argumentos. Por trás de toda a situação temos a dura realidade representada no preconceito aos escritores de ficção científica do início do século. O ponto negativo está no final onde apesar da explosão emocional o protagonista acaba sendo taxado de louco e nada compreendido. Porém, a parte onde o personagem diz que ficar calmo nunca resolveu nada é um tapa na cara de quem pensa que deixar a coisa rolar sem se esforçar vai mudar alguma coisa.

4) First warp of Janeway

http://www.youtube.com/watch?v=wTHA79DtTY0

Infelizmente a capitã Janeway não segue a linha de grandes discursos motivacionais, apesar da situação na qual este personagem se encaixa (levar para casa a tripulação) requerer uma boa dose de levantamento da moral. Este trecho selecionado mostra um pouco da determinação e da vontade de completar a missão, especialmente recorrendo a qualquer tipo de solução para tais objetivos. Não por acaso, as situações encontradas ao longo da série acabam focando muito em aspectos morais e limitação de diretrizes, princípios e legais para alcançar objetivos.

5) The Threads that Bind Us

http://www.youtube.com/watch?v=oKDQtlgct6g

Este último diálogo é ótimo, pois ele envolve uma situação onde é preciso pedir desculpas e conseguir ganhar a confiança perdida de parceiros, algo que requer tempo e deve ser conquistado um passo por vez. O destaque vai para a movimentação, expressão corporal e olhar do capitão enquanto ele profere as palavras. O uso da variação do tom de voz e certa dramatização também auxiliam a passagem da mensagem e o convencimento para que a equipe ganhe uma segunda chance.



Esta entrada foi publicada em Uncategorized e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *