Minhas impressões do TDC 2013 São Paulo

Figura_CAPA_TDC_2013

Este ano (2013) resolvi participar do evento para desenvolvedores TDC 2013 em São Paulo. Quando soube do evento logo me organizei para submeter as palestras, pois o meu colega Wagner Crivelini já havia palestrado em 2012 e disse que era um evento muito interessante.

Apesar de não haver uma trilha específica de banco de dado como nos anos anteriores, eu submeti duas palestras: uma falando sobre comparação de bancos de dados SQL e NoSQL (detalhando melhor o meu artigo de capa publicado na revista SQL Magazine 109 ) e uma palestra sobre como trabalhar com 1 TB de dados para a trilha Big Data. Somente a palestra para a trilha de NoSQL foi aceita.

Já faz algum tempo que não participava de conferências exclusivas para desenvolvedores, especialmente estas com tantas trilhas simultâneas. Apesar de estar focado na área acadêmica, geralmente participo quando posso deste tipo de conferência. Em geral, a organização do evento foi muito boa, porém sou suspeito para dizer algo uma vez que fui a apenas um dos dias do evento (o dia que palestrei).

Uma das coisas que chamou a minha atenção foi a o estande da Fanell Newark. Eles estavam vendendo o Raspberry Pi e alguns acessórios. Já falei sobre este pequeno computador (aqui e aqui)  e acredito que iniciativas como esta são importantes para a área educacional e para pequenos projetos.

Voltando para a trilha de NoSQL, notei que o conteúdo foi bem organizado e contou com palestras sobre cases de utilização de Redis, Cassandra e outros. A minha palestra foi a última da sessão e, infelizmente, a palestra que vinha antes da minha não aconteceu, pois o palestrante não estava presente. Os organizadores trocaram a palestra por uma sessão de perguntas e respostas com a platéia. Os slides da minha apresentação foram colocados no SlideShare e estão disponibilizados abaixo.

Quando terminei a apresentação recebi algumas perguntas interessantes. A princípio muita gente estranhou a comparação, especialmente pelos dados que comprovaram, no cenário de testes escolhido, que o MySQL e o PostgreSQL obtiveram tempos de execução de instruções menores que o MongoDB. Fiz questão de deixar bem claro como foi a metodologia, os dados, o tratamento estatístico e o resultado final.

Em geral posso recomendar o TDC para quem é desenvolvedor e se interessa por algumas das trilhas do evento. Em particular foi interessante notar que houveram trilhas voltadas para Arduíno, linguagem C e HPC (High Performance Computing), tópicos que não são muito populares em conferências para desenvolvedores. Para finalizar, fiquem com o pequeno vídeo do último dia do evento onde os organizadores e palestrantes fizeram a dança do Harlem Shake.




Esta entrada foi publicada em Evento, Programação, Uncategorized e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Minhas impressões do TDC 2013 São Paulo

  1. Gustavo Sardenberg disse:

    Não tem como deixar de parabenizá-lo pelo belo trabalho realizado. Escutei o batabaseCast sobre o mongoDB e confrontar as informações com este comparativo tão detalhado e minucioso é realmente muito interessante.
    Obrigado por colaborar tanto para que profissionais interessados tenham sempre boas fontes de aprendizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *